11 coisas que os Arquitetos só aprendem quando saem da faculdade!

A Arquitetura é algo apaixonante. Não é por menos que milhares de novos Arquitetos ávidos por projetar, projetar e projetar se formam todos os anos e entram no mercado de trabalho cheios de expectativas.

Porém, a realidade pode ser um pouco diferente da que é imaginada quando se está na cadeira da faculdade. Algo que pareceria simples pode ser mais complexo e alguns problemas que você nem imaginava surgem.

Por isso, o texto de hoje traz 11 coisas que você só aprende quando sai da faculdade. Mas a proposta não é te desmotivar. Muito pelo contrário! Quero mostrar que é possível superar esses problemas e viver muito bem da profissão dos seus sonhos.

1 – O Arquiteto não é apenas um Arquiteto

Você sempre sonhou em trabalhar com Arquitetura. Estudou anos para dedicar todas as suas horas de trabalho aos projetos, mas não é isso que acontece. O Arquiteto precisa reunir todas as profissões ao seu redor para que possa se destacar. Desde um grande empreendedor à fazer o cafézinho pro cliente. É preciso ser um pouco de tudo tendo em mente a ideia de levar a Arquitetura à diante.

2 – O seu professor chato era tão bom

Sabe aquele professor chato que reclamava de todos os seus projetos e sempre tinha alguma coisa para retocar e mudar? Ele não é nada perto dos seus clientes. O seu professor pedia algumas alterações com base no seu conhecimento sobre o assunto. O cliente pedirá apenas porque acredita entender tanto quanto você de Arquitetura. Por isso, é essencial que você aprenda técnicas de negociação para evitar que os clientes peçam muitas alterações.

3 – Você trabalhará bem mais que 8h por dia

O nosso padrão de trabalho no Brasil é de 8h diárias, mas ele passa longe da realidade de boa parte dos Arquitetos. A maior parte tem dificuldade de manter a produtividade diante dos problemas rotineiros e a pressão de clientes. Existe uma cultura de que passar a noite trabalhando é natural.

4 – Sua vida não será tão glamorosa quanto acredita

Existe o imaginário de um glamour por trás da profissão do Arquiteto. Muitas pessoas acreditam que o Arquiteto é aquele profissional que passa horas buscando uma inspiração e vive rodeado de luxo e glamour, vivendo nas melhores casas do mundo. Mas a maior parte dos Arquitetos têm dificuldade conseguir pagar suas contas ao final do mês por não ter um rumo na profissão.

A vida do Arquiteto não é cheia de glamour como muitos acreditam.

5 – Não é fácil encontrar clientes

Logo que você sai da faculdade, surgem alguns trabalhos de amigos, parentes etc., mas logo eles ficam escassos. As pessoas que você conhece já não tem a “necessidade” de contratar um Arquiteto e você precisa correr atrás dos clientes. É justamente essa dificuldade que faz com que a vida do Arquiteto não seja todo o glamour imaginado. Uma das principais formas de escapar disso é não depender de indicações.

6 – Você não pode esperar a necessidade do cliente

O que mais existe no mercado é Arquiteto que está esperando a necessidade do cliente para oferecer um trabalho, quando isso é uma lenda. É você quem cria a demanda de seus produtos. As pessoas não têm necessidade de comprar Coca-Cola, por exemplo, mas ela cria essa demanda oferecendo determinados valores junto do seu produto, como alegria, momentos de família. Encontre os valores que as pessoas buscam para suas vidas e venda junto de seus projetos.

7 – Quanto menos fizer melhor

Projetar igrejas, indústrias, casas de luxo, prédios icônicos e tudo mais que for possível. Essa é a ideia de um Arquiteto recém-formado, mas esse não é nem de longe o melhor caminho a ser seguido. Você precisa definir um rumo, escolher um nicho de mercado, para focar toda sua atenção nele e se destacar mais facilmente.

8 – As pessoas não reconhecem o Arquiteto

Apesar de toda a ideia de glamourização por trás da Arquitetura, a maior parte das pessoas não reconhece e não entende o papel de um Arquiteto. O distanciamento da Arquitetura faz com que muitas pessoas achem que é só fazer um desenho, um projetinho e dar algumas ideias. E o Arquiteto precisa ensinar quais são as suas funções aos clientes.

As pessoas não entendem a profissão do Arquiteto.

9 – As pessoas sabem cada vez mais de Arquitetura

Apesar de valorizarem cada vez menos a profissão Arquiteto, as pessoas estão entendendo cada vez mais sobre a Arquitetura. Uma das coisas que mostra isso é a popularização dos blogs de decoração. Isso cria uma paradigma complicado: as pessoas se distanciam da ideia da profissão Arquiteto, mas gostam cada vez mais de Arquitetura.

10 – O Arquiteto precisa se aproximar do público

Diante deste cenário, é papel do Arquiteto se reaproximar de seu público-alvo. Você precisa explicar para as pessoas o que um Arquiteto faz. A ideia de elitização e glamorização do Arquiteto fez com que as pessoas se distanciassem. Agora, é o momento de simplificar e explicar para que elas se reaproximem. Parar de falar arquitetês e começar a falar português com o cliente é um grande diferencial.

11 – Todo Arquiteto é um empreendedor

Seja trabalhando dentro de uma empresa ou tendo o seu próprio escritório, o Arquiteto precisa de atitudes empreendedoras para se destacar e para ter resultados. Não basta projetar, é preciso ter visão de futuro e se tornar um líder. Isso faz com que as pessoas admirem ainda mais o seu trabalho.

Você teve que aprender alguma dessas lições na marra?

Qual lição você deixaria pra quem está saindo da faculdade agora?

Comente aqui embaixo:

Oportunidade